O Simpósio Sperry, “Doutrina e Convênios: Revelações em seu contexto,” se realizou no fim de semana que passou (24-25 de outubro de 2008). Que fim de semana linda de outono aqui em Provo!

Este simpósio em homenagem ao saudoso Sidney B. Sperry, um membro muito conhecido e muito respeitado do corpo docente da Faculdade de Educação Religiosa da BYU que lecionou de 1932 até 1969, focaliza no tema do curso de doutrina do evangelho designado pela Igreja para o ensino da Escola Dominical do ano vindouro, de forma que o simpósio deste ano destacou o Livro de Doutrina e Convênios como sendo “capeia” da Igreja. A coletânea de ensaios deste simpósio formam um dos volumes mais fortes da série e apresenta novas informações provindas do Projeto de Estudo dos Escritos de Joseph Smith Papers.

O Élder C. Max Caldwell, um Setenta recém desobrigado e outrora professor de Doutrina e Convênios da BYU, foi o orador principal na sexta à tardinha. O restante das sessões de sexta-feira e sábado se realizaram no Edifício Joseph Smith (JSB) e no Edifício Martin (MARB). Para aqueles que não puderam comparecer neste fim de semana que passou, já editamos seleções da conferência na nossa publicação mais nova do CER, The Doctrine and Covenants: Revelations in Context [Doutrina e Convênios: as revelações em seu contexto] (Provo e Salt Lake City: Religious Studies Center e Deseret Book, 2008).

Andrew H. Hedges, J. Spencer Fluhman e Alonzo L. Gaskill, os redatores do volume, proporcionaram ensaios bem pensados—novos conhecimentos a respeito da história por trás das revelações e uma análise reveladora do conteúdo doutrinário de várias revelações de Joseph Smith. Os irmãos não vão querer perder o ensaio de Robert J. Woodford, “Discoveries from the Joseph Smith Papers Project: The Early Manuscripts [Descobertas provindas do Projeto de Estudo dos Escritos de Joseph Smith: os Manuscritos Iniciais]” ou o artigo de Steven Harper, “All Things Are the Lord’s: The Law of Consecration in the Doctrine and Covenants [Todas as Coisas são do Senhor: a Lei de Consagração em Doutrina e Convênios].” Ambos os trabalhos nos impelem a repensar no que achávamos antes a respeito destes assuntos, pois os autores expandiram os limites de nossos conhecimentos por sua pesquisa apurada. A minha opinião pessoal é que o artigo de J. B. Haws, “Joseph Smith, Emanuel Swedenborg, and Section 76 [Joseph Smith, Emanuel Swedenborg e a Sessão 76],” nos dá a resposta definitiva aos críticos que tentaram mostrar que o visionário sueco, Emanuel Swedenborg, do século 18, influenciou Joseph Smith. Por fim, a contribuição ao volume de Grant Underwood, “The Laws of the Church of Christ [As Leis da Igreja de Cristo]” é extraordinária—ele nos conduz ao cenário original das revelações através de expor uma análise detalhada dos textos, “oferecendo entendimento referente ao processo revelatório que produziu os textos canônicos” (p. 135). Após assistir a este simpósio, jamais ensinarei Doutrina e Convênios às minhas classes da mesma forma de antes.

O Simpósio Sperry [The Sperry Symposium] é sempre uma oportunidade maravilhosa de “ensinar uns aos outros palavras de sabedoria; sim, nos melhores livros buscar palavras de sabedoria, procurando conhecimento, sim, pelo estudo e pela fé” (Doutrina e Convênios 88:118).

Post tags: